Anualmente o cidadão brasileiro precisar acertar as contas com a Receita Federal, esse acerto é feito através da declaração do Imposto de Renda 2018, conhecido também como IRPF 2018.

IRPF 2018 - Consulta, Restituição, Declaração e Mais.

IRPF 2018 – Consulta, Restituição, Declaração e Mais.

A declaração do imposto de renda 2018 apesar de ser realizada anualmente, é algo que nem todo mundo precisa declarar, é importante que o cidadão brasileiro se atente aos requisitos de contribuição para que não sonegue imposto ao Governo e com isso acabe caindo na malha fina.

Quem deve declarar o IRPF 2018

Nem todos os contribuintes são obrigados a entregar a declaração do IRPF 2018. Somente será exigida a entrega da declaração do imposto de renda 2018 dos cidadãos e trabalhadores que se enquadrarem em algum dos perfis listados abaixo:

  • Cidadãos que, durante o ano anterior, tenham recebido rendimentos tributáveis cuja soma ultrapasse R$ 28.123,91;
  • Cidadãos que, durante o ano anterior, tenham recebido rendimentos não-tributáveis cuja soma ultrapasse R$ 40.000,00;
  • Que tenha posse de bens de direito – (incluindo veículos, imóveis e terrenos) – cujo valor seja superior a R$ 300.000,00;
  • Trabalhadores que, em decorrência da atividade rural, tenham rendimentos superiores à R$ 140.619,55 durante todo o ano base;
  • Quem obteve lucro com operações de vendas de capitais, bens ou direitos, ou que tenham posse de ações de empresas na bolsa de valores;

Quem é isento do imposto de Renda 2018?

Vale lembrar que, nem todos os cidadãos precisam pagar o imposto de renda. em alguns casos, o IRPF 2018 pode não incidir sobre sua renda, por isso é importante ficar atendo sobre quem não precisa pagar imposto de renda 2018.

Veja abaixo quais os perfis de trabalhadores e contribuintes que são isentos de pagamento do IRPF 2018 segundo regras da Receita Federal. Porém, vale lembrar que, mesmo que seja isento, se o trabalhador se enquadrar em alguma das regras acima, ainda terá de realizar a declaração, mesmo que não precise pagar imposto.

Não precisarão pagar IRPF 2018:

  • Contribuintes com rendimento mensal de até R$ 1.903,98;
  • Contribuintes cuja única fonte de renda seja originária de Benefícios do INSS, como aposentadoria ou pensão por morte, ou ainda por reforma;
  • Contribuintes cuja soma dos bens de direito (como imóveis, terrenos e veículos) não ultrapassem a soma de R$ 300.000,00

Além disso, a Receita Federal concede a isenção do IRPF 2018 à uma série de doenças críticas, desde que o contribuinte consiga provar com laudo assinado por médico do Estado a doença. Estão isentos os contribuintes portadores das seguintes doenças:

  • Cegueira;
  • Contaminação por Radiação;
  • Cardiopatia Grave;
  • Nefropatia Grave;
  • Hanseníase;
  • Esclerose Múltipla;
  • Doença de Parkinson;
  • Fibrose Cística (Mucoviscidose);
  • Paralisia Irreversível e Incapacitante;
  • AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida);
  • Neoplasia Maligna;
  • Espondiloartrose Anquilosante;
  • Alienação Mental;
  • Tuberculose Ativa;
  • Doença de Paget em estados avançados;
  • Hepatopatia Grave.

Alíquotas IRPF 2018

Para uma grande parcela da população brasileira, a cobrança do Imposto de Renda é de 27,5%, essa alíquota incide sob todos os ganhos do contribuinte anualmente que terá que realizar o pagamento de 27,5% de todo o seu lucro adquirido durante o ano para o Governo Federal.

Tabela IRPF 2018

Tabelas do Imposto de Renda

Tabelas do Imposto de Renda

Rendimento do Imposto de Renda para Previdenciários maiores de 65 anos (Isento).

Agora logo depois as pessoas que possuem renda de R$ 3.938 até R$ 4.899 que pagavam alíquota de R$ 22,5%, obtiveram um grande desconto em sua renda, para a quitação do Imposto de Renda 2018.

Um pouco abaixo da tabela, estão os contribuintes com rendimentos de R$ 2.937 até R$ 2.967 as quais a alíquota de contribuição é de 15%;

Por fim, os contribuintes com renda mensal de R$ 1.990 até R$ 2.966 pagarão imposto de alíquota de 7,5% sob o imposto de renda.

Quem recebe abaixo desse valor mensal, estar isento de declarar o imposto de renda 2018, ou seja, não precisam acertar as contas com o Governo, pois entender-se que a situação financeira desta classe estar em situação de vulnerabilidade social.

Tabela do Imposto de Renda 2018

Apesar da grande mudança da forma de tributação, não houve uma alteração significativa na tabela do IRPF 2018, esse mesma é responsável em determinar o quanto a pessoa irar pagar de alíquota para o Governo, de acordo com os rendimentos financeiro anual obtido no ano anterior.

Por conta, disso o Imposto de Renda 2018 é um dos momentos mais importantes de arrecadação do Governo Federal, é importante entender que nem todas as pessoas são legíveis para realizar a declaração do imposto de renda.

Confira a tabela abaixo:

Tabelas do Imposto de Renda

Tabelas do Imposto de Renda

Consulta IRPF 2018

É importante que você consulte antes o quanto você irar pagar de imposto de renda, através do próprio site da Receita Federal (http://www.receita.fazenda.gov.br), é feito o cálculo de quanto você ira pagar ao Governo Federal. É necessário apenas que forneça alguns dados para que o próprio site realize o calculo.

Declaração IRPF 2018

Enfim chegou a hora de declarar ao Governo tudo o que o contribuinte adquiriu o ganhou durante o ano, a Receita Federal ainda não divulgou o calendário com as datas que as pessoas devem começar a declaração do IRPF 2018.

A Receita Federal disponibiliza ao contribuinte duas formas de realizar o calculo, a primeira delas é através do percentual, alíquota e as faixas que mostram a base de calculo, é preciso verificar em qual faixa o contribuinte se enquadra para saber a alíquota de contribuição.

A segunda forma é aplicar o percentual da alíquota referente a base total de calculo, depois subtrair a parcela que é destinada ao IRPF 2018.

Como declarar o imposto de renda 2018?

A Receita Federal do Brasil disponibiliza para o contribuinte diversas formas de fazer a declaração do imposto de renda. As principais maneiras de declarar hoje o seu IRPF 2018 são:

  • Através dos Programas para declaração de IRPF 2018 para Computador;
  • Através do aplicativo IRPF 2018 para celulares e Tablets.

Declaração do IRPF 2018 pelo Celular

A primeira maneira de realizar a declaração do IRPF é através dos aplicativos disponibilizados pela Receita Federal para as principais plataformas de dispositivos móveis disponíveis hoje no mercado.

Imposto de renda 2018 para celular

Imposto de renda 2018 para celular

Para o contribuinte, hoje a maneira mais pratica de declarar seu IRPF é seguindo esses passos:

  • Acessar a loja de aplicativos do seu Celular ou Tablet;
  • Procurar pelo aplicativo “IRPF”;
  • Baixar e instalar o aplicativo desenvolvido pela “Receita Federal do Brasil”;
  • Iniciar a sua declaração do Imposto de Renda pelo Celular.

Declaração do IRPF 2018 pelo Computador

A maneira mais convencional de realizar a declaração do IRPF ainda é pelo computador. Para realizar o download do Programa IRPF 2018, basta seguir esses passos:

  • Entre no portal da Receita Federal;
  • Clique no banner “IRPF 2018”;
  • Clique em “Download de Programa”;
  • Escolha a plataforma de seu computador;
  • Baique o “Programa IRPF 2018”;
  • Instale o aplicativo em seu computador.
Download do Programa IRPF 2018

Download do Programa IRPF 2018

Depois de instalar o aplicativo em seu computador, chegou a hora de iniciar a declaração do IRPF 2018. Se você já tiver feito uma declaração em anos anterior, fica tudo mais fácil: você pode “Importar dados IPRF 2017“, e apenas atualizar as informações do ano anterior.

Declaração do Imposto de Renda passo a passo

Declaração do Imposto de Renda – Escolha entre Nova Declaração e importar Declaração

Caso seja sua primeira declaração, clique em “Criar nova declaração”.

Sem seguida, preencha seus dados no campo Declaração de Ajuste Anual”, para inciar o processo.

nova declaração imposto de renda 2018

Criando uma nova declaração Imposto de Renda 2018

Agora chegou a hora declarar seus rendimentos e bens. Na barra lateral do Programa do IPRF 2018, são disponibilizadas as seguintes opções de preenchimento:

  • Rendimentos;
  • Alimentandos;
  • Dependentes;
  • Doações efetuadas;
  • Pagamentos efetuados;
  • Imposto pago/retido;
  • Bens e direitos;
  • Espólio;
  • Renda;
  • Importações;
  • Dívidas e ônus reais;
  • Entre outras informações necessárias.

Você precisa conferir e preencher TODAS as informações que são aplicáveis em seu caso. A Receita Federal exige a declaração de todos os rendimentos (tributáveis ou não tributáveis), de todos os bens de direito (terrenos, imóveis, ações, fundos de investimento, participações em sociedade, veículos, contas bancárias, herança, etc).

Todos os valores precisam ser declarados e todos os bens do indivíduo, dentro dos campos apropriados, por isso é importante dar uma boa olhada em todos os campos oferecidos para preenchimento, para ter certeza de que você não está esquecendo de nada, ou de que não tenha preenchido em campos errado dentro do IRPF 2018.

Checando a declaração do Imposto de renda 2018

Checando a declaração do Imposto de renda 2018

Após finalizar a declaração, é importante visualizar o resumo da declaração e conferir todos os valores para verificar se não houve erros de digitação.

Finalmente, para encerar a declaração, clique para verificar pendências. Uma vez que toda as pendências tenham sido resolvidas, clique em “Enviar Declaração” no final da barra lateral esquerda.

Como enviar a declaração do Imposto de renda 2018

Como enviar a declaração do Imposto de renda 2018

Restituição IRPF 2018

Caso você tenha direito á restituição do IRPF 2018, você pode consultar o saldo da restituição do Imposto de renda diretamente pelo portal da Receita Federal.

No ato da entrega da declaração do imposto de renda 2018, o programa da DIRPF já avisa quanto o contribuinte precisa pagar e quanto terá de direito de receber da Restituição IRPF 2018.

Para consultar a restituição do IRPF 2018, basta seguir os passos indicados abaixo:

Consulta Restituição Imposto de Renda 2018

Consulta Restituição Imposto de Renda 2018

  • Acessar a página de consulta da Receita através desse link;
  • Digite o seu CPF;
  • Escolha o período da restituição (2018);
  • Digite o código de segurança da imagem;
  • clique em “Consultar”

Também é possível consultar o calendário completo com as datas de liberação dos lotes da restituição do IRPF 2018 através desse link.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5.00 out of 5)
Loading...