Como de costume todos os anos os contribuintes precisam efetuar a declaração do seu imposto de renda e assim ser livrar deste dessa cobrança anual, o pagamento do IRPF pode ser à vista ou através do parcelamento IRPF 2018, sendo assim isso vai depender da escolha do contribuinte, mas raramente o parcelamento IRPF 2018 compensa.

Parcelamento IRPF 2018

Parcelamento IRPF 2018 – Vale a pena? Confira aqui.

Parcelamento IRPF 2018 – Porquê parcelar o imposto de renda não é vantajoso

Anualmente os contribuintes tem direito de realizar o parcelamento IRPF que é feito pela a Receita Federal, sendo assim esse parcelamento recebe incidência da taxa básica de juros da economia brasileira.

O que acontece é que essas parcelas sofrem reajustes mensais de acordo com a evolução da taxa, que é determinada sempre antes do vencimento de cada parcela, por conta disso essa taxa varia bastante, porém as quotas ficam com o valor abaixo de 1% ao mês.

Ao decidir quitar o IRPF 2018 à vista o contribuinte pode receber um desconto variável, mais caso o seu orçamento esteja apertado ou você não tenha se programado para realizar essa quitação, fique tranquilo (a) é possível realizar o parcelamento, porém o parcelamento do IRPF 2018 é uma péssima alternativa, pois mesmos com as taxas de juros reduzidas ao parcelar o seu IRPF você automaticamente estar aumentando os valores a serem pagos.

Parcelamento Imposto de Renda 2018

Parcelamento Imposto de Renda 2018

O contribuinte que tem rendimentos a receber tem o recurso retido na própria Receita Federal até a liberação do pagamento, o contribuinte tem também o beneficio de ter o seu recurso devolvido pela a Receita acrescidos da taxa de juros do SELIC, sem o pagamento do imposto sob esse valor, que possibilita maior rentabilidade sendo assim é possibilitado o parcelamento.

Vale lembrar, quer quem divide pagar maior taxa de juros, onde a primeira parcela do seu parcelamento não tem acréscimo, porém as demais parcelas sofrem correção pela variação proporcional acumulada da taxa de juros básica do SELIC, levando em consideração que a taxa do SELIC é de 9,75% ao ano, caso o contribuinte resolva realizar o parcelamento em 8 vezes, o contribuinte vai gastar 5,82% a mais no ultimo mês.

Por isso fique ligado nas dicas para a declaração imposto de renda e evite erro ao realizar a mesma, evitando assim qualquer tipo de imposto a mais.

Veja o exemplo a seguir:

Cálculo IR

Cálculo IR

O contribuinte deve de imposto de renda a Receita o valor total de R$ 8.000,00, se o mesmo decidir parcelar o valor total em 8x, ele vai pagar na ultima parcela total de R$ 1.058,20. Somando-se todas as parcelas o contribuinte vai pagar o total de R$ 8.237,50.

Vale ressaltar, que na hora de realizar o parcelamento o contribuinte não é comunicado em relação aos juros, sendo assim sem saber, o contribuinte sai prejudicando com o parcelamento, que acaba sendo um negocio nada vantajoso.

Por isso, realize o parcelamento realmente ser for necessário, o parcelamento do total do seu imposto parece algo vantajoso, porém o que muitos contribuintes não sabem é que acabam pagando um valor bem mais alto do que o valor total por conta dos juros que é acrescentado em cada parcela, mais em caso de emergência e de não planejamento aonde o contribuinte não tenha condição de realizar o pagamento avista, realize o parcelamento para que não permaneça irregular com a Receita Federal.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votes, average: 3.50 out of 5)
Loading...